03/05/2022

Gestante na piscina: Descubra os principais cuidados


Compartilhe:

Nesse mês das mães as nossas dicas são especiais para as gestantes. Não há quem resista a um banho de piscina, mas quando o assunto é gestante na piscina, você sabe quais são os principais cuidados? 

Quanto o assunto é gravidez, muitas pessoas têm dúvidas sobre se as gestantes podem entrar na piscina. A princípio, a resposta é sim e pode ser benéfico, contudo, existem limitações que devem ser respeitadas pela saúde da mãe e do bebê.  

Afinal, quais são os principais cuidados que uma gestante precisa ter na piscina?

Primeiramente, os cuidados devem ser entrar e sair da piscina. Durante a gestação não é recomenda-se pular na piscina. Por isso, o ideal é que a piscina tenha uma escada de acesso para que você a utilize. 

Outro ponto de extrema importância é que a água da piscina esteja limpa e bem tratada, isso é um ponto que assegura a todos os banhistas, mas quando o assunto é gestante, não poderia ser diferente. Então, atente-se para a qualidade da água.

E por falar em água, não se esqueça da ingestão de líquido, isso contribuirá para manter a pressão arterial estável, inibindo o mal estar e consequentemente, contribuindo para que o tempo na piscina seja aproveitado da melhor maneira possível. 

Por fim, abuse do uso de protetor solar, durante o período da gestação, é comum que a pele fique mais fragilizada. Por isso, a incidência de manchas no rosto ou braços pode aumentar. Então, faça uso do protetor e se possível, use um chapéu e esteja sempre próxima a um guarda sol. 

Depois de aproveitar o dia, o biquíni molhado pode ser um problema?

A roupa de banho úmida pode ser um problema para qualquer banhista, mas para mulheres grávidas é ainda pior e pode causar infecções graves, uma vez que a gravidez aumenta a probabilidade de contaminações. 

Portanto, depois que sair da piscina, tome um banho e troque a roupa molhada por uma roupa limpa e seca. 

Grávidas podem fazer exercício físico na piscina?

Caso você não saiba, o peso corporal diminui cerca de 90% dentro d’água, o que acaba por reduzir o impacto sobre as articulações e os movimentos aeróbicos de qualquer exercício dentro da piscina, o que é uma vantagem para as gestantes. 

Além disso, a água também reduz a tensão térmica, ou seja, a temperatura corporal materna dentro dos níveis seguros para o feto, assegurando maior alívio físico e mental para a gestante.

Então, além da grávida poder curtir os momentos na piscina, esse lazer proporciona muitos benefícios e contribui ainda mais quando alinhado com os exercícios físicos. Portanto, se estiver pensando em começar, consulte o seu médico e se programe. 

 

Fonte:blog.globaltechbrasil.com