13/03/2019

Diversão sem riscos elétricos


Compartilhe:

Saiba os cuidados que devem ser tomados e como perceber risco de choque na água

Segundo a Cruz Vermelha dos Estados Unidos, nos últimos 30 anos, ocorreram cerca de 50 choques elétricos avaliados como “sérios” e outras 60 mortes no país envolvendo piscinas (parte interna e no seu entorno). De acordo com a organização, algumas das mortes e choques aconteceram durante tentativas de resgates. Isso porque o resgatador desconhecia os riscos elétricos. Especialistas alertam que banheiras de hidromassagem e spas podem apresentar os mesmos riscos elétricos. A morte por choque elétrico – eletrocussão - é causada pela pele molhada ou superfícies molhadas. A grama úmida ou um deck de piscina, por exemplo, podem aumentar muito a chance de eletrocussão quando a eletricidade está presente. Dentro da piscina, os pontos que merecem atenção, para a observação de possíveis problemas, são aqueles que abrigam luzes subaquá (bombas, filtros, aspiradores) e extensões de aparelhos de som, TV, rádio e carregador de celular. E também tomadas elétricas ou interruptores e linhas aéreas de energia. Entre os sinais emitidos pela pessoa que recebe choque elétrico estão a sensação de formigamento e cãibras musculares. Outro sintoma é o acidentado não conseguir se movimentar ou sentir como se algo estivesse mantendo- o no lugar. Para que está fora da água, entre os sinais de que alguma banhista está sob efeito de choque elétrico é observado pelo comportamento instável ou pânico de outras pessoas que estão na água. Outros indicativos são de um ou mais nadadores permanecerem passivos ou imóveis na água e de pessoas se afastando ativamente de uma área específica ou de um nadador imóvel. Veja ainda se as luzes subaquáticas estão funcionando corretamente ou se permanecem acesas em horário inadequado ou piscando. Por precaução, busque informações com profissionais que atuam na área para saber se já ocorreram acidentes elétricos. Pergunte ao operador da piscina, guarda-vidas ou salva-vidas se receberam queixas anteriores relatando casos de formigamento ou de outras sensações estranhas que remetam a choques elétricos.

 

Procedimentos urgentes para quem está na água

- Afaste-se da fonte do choque

- Saia da água (evite usar escada de metal pois o equipamento aumenta a        

  intensidade do choque)

- Desligue todos os equipamentos (os socorristas também pode ser vítimas)

- Ligar para o 193 (Corpo de Bombeiros) ou emergência local

Outras recomendações

- Use gancho de salvamento de fibra de vidro

- Estenda o gancho até a pessoa

- Se a pessoa não conseguir agarrar o gancho, faça um laço para envolver o

  corpo e puxe-a (virada para cima)

- Remova a pessoa da água com cuidado

- Posicione a pessoa de costas, incline a sua cabeça e levante o queixo para

  abrir a via aérea

- Verifique a respiração e circulação sanguinea do acidentado. Em caso

  negativo,faça duas respirações de resgate

- Prepare a operação no deck da piscina

Fonte: Revista ANAPP Edição 144