09/04/2020

Dimensionamento do sistema de filtração


Compartilhe:

Conhecimentos de cálculos, de hidráulica e das normas técnicas são essenciais para desenvolver um projeto sem falhas. Saiba o passo a passo para a implantação e escolha de equipamentos

O dimensionamento do sistema de filtração de uma piscina depende de uma série de cálculos matemáticos além de conhecimentos de hidráulica e das normas técnicas vigentes. A sequência lógica do dimensionamento do sistema de filtração é a seguinte:

1. Calcular a área da superfície e o volume da piscina;

2. Avaliar o tipo de piscina segundo sua utilização para definir o tempo de filtração de acordo com a tabela 4 da norma ABNT NBR 10.339;

3. Calcular a vazão de filtração a partir do volume e do tempo de filtração definido na tabela 4;

4. Escolher o filtro a partir da vazão de filtração e checar se a taxa de filtração atende à citada norma;

5. Escolher a bomba adequada ao filtro em função da capacidade e posição de instalação.

1. Cálculo do volume

Para determinar a quantidade de água que deve ser filtrada existem aplicativos para smartphones que realizam esses cálculos, mas isso é possível através das fórmulas e dicas abaixo que ajudam a calcular o volume de uma piscina:

- Piscina retangular: comprimento x largura x profundidade média

- Piscina circular: raio x raio x 3,14 (pi) x profundidade média

- Piscina oval: ½ comprimento x ½ largura x 3,14 (pi) x profundidade média

- Piscinas com formas irregulares: para piscinas que não são verdadeiramente retangulares, circulares ou ovais, o volume poderá ser calculado usando o seguinte método:

Faça um desenho em escala da piscina em um pedaço de papel quadriculado, com cada quadrado representando um metro quadrado. (Observação: o desenho pode ser feito em qualquer escala desejada, desde que você o mantenha uniforme). Conte o número de quadrados completos e junte e estime as partes de quadrados não completos para uma quantidade equivalente de quadrados, pois fornecem um valor aproximado da área da piscina. Multiplique a área pela profundidade média aproximada da piscina, tendo como

resultado o volume em m³ (metros cúbicos).

2. Tipo de piscina

Existem necessidades de filtração diferentes em função da profundidade e do tipo de utilização da piscina. Piscinas

residenciais são menos sobrecarregadas do que as piscinas coletivas. Já as piscinas fundas recebem menor

quantidade de contaminantes por área do que piscinas pequenas e rasas. Por essa razão a norma ABNT NBR 10.339,

em sua Tabela 4 do item 5.4.4.14 Sistemas de Recirculação e Tratamento, define diferentes tempos máximos de filtração

em função dessas variáveis, conforme demonstrado a seguir: