20/02/2019

Como fazer aspiração da piscina corretamente


Compartilhe:

Nem toda sujeira que fica na água do tanque pode ser retirada com a peneira. Afinal, algumas são minúsculas e até mesmo parecem uma fina poeira, sendo necessário fazer a aspiração da piscina para eliminar essas impurezas.

Mas na hora de realizar esse tratamento, é muito importante não esquecer que ele não é feito da mesma forma como aspiramos o chão. É preciso tomar alguns cuidados para assegurar que a água de fato ficará limpa e também para utilizar a casa de máquinas do modo correto.

Para que você aprenda a realizar essa manutenção sem complicações, preparamos este artigo falando um pouco sobre a aspiração da piscina e seus efeitos. Também elaboramos um passo a passo de como fazer isso de duas formas diferentes. Continue lendo para saber mais!

 

Sobre o processo de aspiração da piscina

Além dos resíduos maiores, a piscina também fica suja por causa de pequenas partículas que se misturam à água. Elas podem sedimentar no fundo, quando todos os parâmetros estão equilibrados, ou esse processo é estimulado pelo uso de um decantador, também chamado de clarificante.

Nas duas situações, o que acontece é a formação de uma camada de sujeira que somente pode ser eliminada com a aspiração da piscina. Esse é um dos tratamentos físicos do local e ajuda a eliminar as impurezas que comprometem a qualidade da água.

Afinal, quando existem partículas no tanque, elas alteram o pH e podem deixar a água turva ou esverdeada. Além de comprometer seriamente o seu visual, a situação oferece riscos à saúde dos banhistas, já que o cloro perde a sua ação e os microrganismos encontram um ambiente apropriado para se proliferarem.

Assim, sempre que você notar a formação de uma camada no fundo do tanque, ou usar o decantador para eliminar a turbidez, é necessário fazer a aspiração da piscina. Algumas partículas são tão pequenas que podem até mesmo passar pelo filtro, sendo assim, aspirar é a medida mais eficaz para remover toda a sujeira.

Modo correto de aspirar a piscina

A aspiração da piscina não é um tratamento difícil de ser realizado, ela apenas exige cuidado e atenção para ser feita do modo correto e sem comprometer o funcionamento da casa de máquinas.

Existem duas formas diferentes de fazer essa manutenção: aspirar drenando ou aspirar filtrando. Em ambos os casos, as etapas iniciais são as mesmas, então, veja a seguir um passo a passo de como começar o processo.

Passo 1: prepare os equipamentos manuais

Para fazer aspiração da piscina, você precisará de três equipamentos diferentes:

  • mangueira;
  • carrinho de aspiração;
  • cabo telescópico.

Inicie conectando o cabo telescópico e a mangueira ao carrinho de aspiração. Em seguida, regule a extensão do cabo para que ele fique do tamanho ideal, de acordo com as dimensões do tanque

Passo 2: afunde o carrinho na água

Existe um passo específico para essa ação, pois não podemos simplesmente colocar o equipamento na água de qualquer jeito. É preciso ter cuidado nessa hora para não movimentar o fundo e fazer a sujeira se misturar mais uma vez ao volume do tanque.

Por isso, escolha uma extremidade para iniciar a aspiração e afunde o carrinho lentamente, deixando-o pronto para iniciar o processo. É necessário também retirar o ar da mangueira, pois algumas motobombas não sugam ar.

Então, se o equipamento não estiver cheio de água, talvez você não consiga realizar essa tarefa. Sendo assim, na hora de afundar o carrinho, mantenha a mangueira na posição vertical para que a pressão da água empurre o ar para fora pela outra extremidade.

Passo 3: fixe a mangueira no bocal de aspiração

Depois de tirar todo o ar da mangueira, ela deve ser fixada no bocal que fará a aspiração da sujeira. Esse dispositivo geralmente fica instalado na parede do tanque, próximo ao centro.

Passo 4: ajuste a casa de máquinas

Assim que tudo estiver pronto, você deverá fazer os ajustes na casa de máquinas, e é aqui que existe uma diferença na aspiração da piscina, pois, como dito, existem as opções de filtrar ou drenar o volume aspirado. Veja a seguir o modo correto de proceder nas duas situações.

Aspiração da piscina filtrando

Quando fazemos a aspiração da piscina filtrando, o volume da água passará pelo filtro, que ajudará a reter sujeira, depois, retornará limpo para o tanque. Esse processo é diferente da filtragem normal, pois estaremos concentrando a limpeza no fundo, sem agitar a água. Além disso, a sucção não é feita pelo ralo.

Se você optar por essa técnica, os equipamentos da casa de máquinas deverão ser configurados de um determinado modo. Confira a seguir.

Mantenha fechados os registros:

  • do ralo de fundo;
  • do skimmer;
  • do esgoto;
  • da hidromassagem;
  • da cascata.

Mantenha abertos os registros:

  • do bocal de aspiração;
  • do retorno.

Lembre-se de que o filtro deve estra na função “Filtrar”.

Nesse processo, não há perda do volume do tanque, pois a água estará retornando para ele. Contudo, depois do processo, é preciso fazer a retrolavagem, para que o filtro fique limpo mais uma vez e mantenha o bom funcionamento.

Terminado o procedimento, a configuração da casa de máquinas deve ser a seguinte:

  • registros fechados: bocal de aspiração e esgoto;
  • registros abertos: ralo de fundo, skimmer, retorno, hidromassagem e cascata.

A alavanca do filtro deve estar na posição “Filtrar”.

Aspiração da piscina drenando

Quando fazemos a aspiração da piscina drenando, tanto a água como a sujeira aspirada são eliminadas para a rede de esgoto. Assim, existe uma perda do volume do tanque, sendo necessário encontrar um equilíbrio entre agilidade e cuidado para realizar a limpeza corretamente sem perder muita água.

Afinal, nesse processo, não temos o filtro, então, a sucção tem uma pressão muito forte e, se o procedimento for muito demorado, a perda pode ser grande. Assim, é necessário precisão e concentração para não agitar o fundo e aspirar o mais rápido possível.

Se você optar por essa técnica, os equipamentos da casa de máquinas deverão ser configurados da maneira explicada abaixo.

Mantenha fechados os registros:

  • do ralo de fundo;
  • do skimmer;
  • da hidromassagem;
  • da cascata.

Mantenha abertos os registros:

  • do bocal de aspiração;
  • do retorno;
  • do esgoto.

O filtro deve estar marcando a opção “Drenar”.

Depois de terminar o processo, a configuração da casa de máquinas deve ser a seguinte:

  • registros fechados: bocal de aspiração e esgoto;
  • registros abertos: ralo de fundo, skimmer, retorno, cascata e hidromassagem.

A alavanca do filtro deve ser reposicionada na opção “Filtrar”.

Independentemente se a aspiração for feita drenando ou filtrando, antes de mexer na casa de máquinas, é fundamental que a motobomba esteja desligada. Tenha atenção à configuração e inicie o processo somente depois de ter certeza de que todos os registros estão na posição correta.

Tratamentos realizados junto com a aspiração

Não se esqueça de que a aspiração da piscina é um tratamento físico, ou seja, ela elimina partículas da água para deixá-la com aspecto limpo e cristalino. No entanto, isso não significa que a sua qualidade realmente está boa.

Sendo assim, depois desse processo, é preciso realizar outros, como a medição do cloro, da alcalinidade e do pH. Quando houver alterações em seus parâmetros, é fundamental administrar os produtos adequados para regular os níveis. Assim você terá a certeza de que não haverá riscos para a saúde dos banhistas nem danos para o tanque ou os equipamentos.

A aspiração da piscina não é um processo complicado, e você mesmo pode realizá-lo. No entanto, é preciso ter cuidado para eliminar toda a sujeira e configurar os equipamentos corretamente.

Fonte: poolrescue.com.br